Thork - Shock Wave

Especificações Técnicas:

Tensão de rede: Bivolt

Marca: Ibramed

Modelo: Thork

Dimensões: 58 x 45 x 110cm (A x L x P)

Peso: 24,3 Kg

Energia máxima: 200 mJ

Modo de emissão das ondas de choque: Único ou seguencial

Ajuste de frequência: Até 22 Hz

Número de disparos: Pode ser previamente ajustado até 9999 ou modo livre


Estudos Científicos

Segundo estudos científicos as Ondas de choque são o melhor tratamento para uso após criolipolise. Na palestra do Dr Coleman em Vancouver, um dos maiores referentes no assunto no mundo, ele se refere a “padrão ouro” ao uso conjugado das duas terapias.

A vasodilatação imediata por liberação de oxido nítrico com consequente reperfusão e a estimulação de fatores de crescimento do tipo VEGF, principal fator de crescimento regulador da angiogênese levam a resultados mais efetivos. Além disso, o fator de crescimento fibroblástico (FGF) com ação mitótica, sintetizado por fibroblastos é estimulado com a ondas de choque melhorando ainda mais o tônus da pele após a aplicação da criolipolise (Ferraro et al, 2011, Coleman, 2014). Também é capaz de executar a Mecanotransdução que se trata da estimulação e mobilização da matriz celular. Diante destes efeitos, as ondas de choque também são aplicadas para o tratamento de flacidez de pele de maneira isolada ou associada a radiofrequência como protocolo combinado.

Alem de servir como tratamento no protocolo “pós criolipólise”, as ondas de choque também apresentam efetividade no tratamento da adiposidade localizada.

Adatto et al em 2011 e Rümmelein em 2014, ambos na Suiça, ja publicaram estudos mostrando por meio de ultrassonografia uma redução de camada adiposa após 04 sessões de ondas de choque. Na última avaliação em um follow up de 12 semanas o resultado ainda estava presente.

Como qualquer terapia de tratamento LOCALIZADO, as ondas de choque atuam com efeito de cavitação. Por se tratar de uma terapia mecânica, sua ação resulta em cavitação instável, que produz o rompimento da membrana da célula adiposa. E para quem não sabia que o efeito cavitacional existe nas ondas de choque, Huisstede et al desde 2011, escreve uma excelente revisão a respeito dos efeitos das ondas de choque, entre outros autores.

Portanto, somado a criolipólise ou como tratamento isolado as ondas de choque começam a demonstrar seus efeitos. Claro, tem que se dominar os parâmetros e adequá-los. Em média, segundo a literatura, utiliza-se 3000 pulsos para tratamento de celulite, sendo uma aplicação por semana e os resultados são visíveis após 4 semanas. Mas para adiposidade localizada e flacidez de pele, ou até mesmo para reperfusão sanguínea pós criolipólise, estes parâmetros se alteram, bem como o número de aplicações.

Indicações

  • - Potencialização do efeito pós criolipólise. Podendo ser aplicado logo após a sessão de CRIO;
  • - INDICAÇÕES EM REABILITAÇÃO TRAUMATO-ORTOPÉICA:
  • - Terapias Biomecânicas;
  • - Pontos Gatilhos Miofasciais;
  • - Desordens das Inserções Tendíneas;
  • - Ativação dos Músculos e do Tecido Conjuntivo e Acupuntura;
  • - INDICAÇÕES EM ESTÉTICA:
  • - Redução da Aparência da Celulite;
  • - Modelagem não Invasiva do Contorno Corporal;
  • - Gordura Localizada;
  • - Melhora da Circulação Sanguínea Local e Acupuntura.

Contraindicações

  • - Crianças;
  • - Gestação;
  • - Doenças da coagulação;
  • - Tumores;
  • - Doença reumática em atividade;
  • - Placa de crescimento ósseo;
  • - Infecção aguda de tecidos moles e osso;
  • - Crânio, encima da coluna, costelas;
  • - Marca passo cardíaco (relativo);
  • - Epilepsia;
  • - Região infiltrada recentemente.